“THERE IS NO KNOWLEDGE THAT IS NOT POWER.” EMERSON

O direito é como a vida: sempre tem dois lados.

Conheça minha página na Obvious: ARCANO DO ALEHP

Conheça minha página na Obvious: ARCANO DO ALEHP
“Alho e safiras na lama...” T.S. Eliot, Quatro quartetos, 1943

“As maiores ideias são os maiores eventos.” Nietzsche

“As maiores ideias são os maiores eventos.” Nietzsche
“Tira-me, pouco a pouco, da minha palavra.” Chaucer

segunda-feira, 24 de julho de 2017

FREUD E A FAMÍLIA



FREUD E A FAMÍLIA

Segundo Harold Bloom “Freud é, antes de tudo, um poeta.” Ou seja, um grande artista da palavra. De fato, seu modo de verbalizar a observação da experiência humana é único e imortal. Abaixo: três trechos célebres da obra freudiana que servem de epígrafes para nossas vidas difíceis, mas passíveis de transformação e de redenção, se quisermos:

“As desavenças entre os pais ou seu casamento infeliz condicionam a mais grave predisposição para o desenvolvimento sexual perturbado ou o adoecimento neurótico dos filhos.” Freud, Três ensaios sobre a sexualidade*

“Um egoísmo forte constitui uma proteção contra o adoecer, mas, em última instância, precisamos amar para não adoecer, e estamos destinados a cair doentes se, em conseqüência da frustração, formos impedidos de amar.” Freud, Sobre o narcisismo: uma introdução

“O amar em si, na medida em que envolva anelo e privação, reduz a auto-estima, ao passo que ser amado, ser correspondido no amor, e possuir o objeto amado, eleva-a mais uma vez.” Freud, Ibidem

*Referente à primeira citação acima resta claro que o melhor que uma pessoa faz por si mesma e pelos seus filhos é não submetê-los as desavenças de um casamento infeliz. O fundamento de uma família é o amor e não as aparências. O ideal é que os pais se amem, mas quando isso não é possível é muito melhor para os filhos ter dois pais separados que se respeitam ou que não estão em permanente conflito do que ter um casal de pais que vivem num verdadeiro inferno doméstico porque não se amam ou são infelizes pela mera incompatibilidade de personalidades e contaminam inevitavelmente seus filhos com essa relação radioativa. (Quando há amor nada precisa ser forçado.)

A criação ideal de uma criança é feita por um casal que se ama e se respeita. Tudo é uma questão de sensibilidade, sabedoria e bom senso. Afinal, quem colocaria a saúde mental dos próprios filhos em risco por uma relação fadada ao fracasso, sem amor? Quem não deseja dar aos seus filhos uma família feliz? Quando uma pessoa insiste em manter uma relação radioativa por alegar amar o conjugue é sinal de que pensa apenas em si mesmo e não no bem-estar de seus filhos. Uma mudança de mentalidade levaria a uma mudança de postura por parte dos pais ou do conjugue obcecado e impenitente.

Nota final: Freud dissecou a alma humana como nenhum outro. Sua lição é clara: “Precisamos amar para não adoecer.” Agora prestem bastante atenção na imagem acima. Será que é isso que desejamos para nossos filhos, afilhados ou sobrinhos? Os filhos devem encontrar nos pais um modelo de amor, respeito, gentileza e integridade. É errado tentar dizer às pessoas o que fazer de suas vidas, pois elas não nos pertencem. E assim como nós escolhemos o nosso caminho elas têm o direito de escolher o delas. Todas as famílias deviam ser formadas com fundamento no amor recíproco e ético.

“Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda.” Freud

quinta-feira, 29 de junho de 2017

DA HERMENÊUTICA DECOLONIAL



A CONSTRUÇÃO DA HERMENÊUTICA DECOLONIAL

1.Qual é o fundamento do Novo Constitucionalismo latino-americano?

R: Possui como fundamento o pensamento intercultural, decolonial e de estado plurinacional.

2. O que é a hermenêutica jurídica decolonial?

R: É um passo adiante frente à hermenêutica da finitude de Gadamer e também da hermenêutica diatópica de Boaventura de Souza Santos.

3. Qual é a característica do novo constitucionalismo latino americano?

R: O novo constitucionalismo latinoamericano se contrapõe às visões do Norte, que, em regra, são sempre colonizadoras e durante a história elas serviram como técnicas de opressão e de perpetuação do Monismo Jurídico.

4. Defina neoconstitucionalismo

R: Hoje no Brasil, as teses alemãs e norte-americanas aparecem em um novo movimento denominado no constitucionalismo brasileiro como o neoconstitucionalismo - Tem referência estrangeira dos países do Norte - Referências da Espanha, Itália, Portugal, e Alemanha e EUA em especial contemporaneamente.

5. É a criação de uma organização político-jurídica que basicamente uniformiza, massifica todas as identidades - Possibilitou o desenvolvimento do capitalismo moderno - Tal descrição corresponde a idéia de:

R: Estado moderno.

6. Como deve ser estudado o projeto de Estado Plurinacional?

R: O projeto de Estado Plurinacional deve ser estudado através das Constituições da Colômbia (1991), da Argentina (1994), Venezuela (1999). Entretanto, ganha uma nova roupagem recentemente, devendo ser melhor estudado através da Constituição do Equador (2008) e da Bolívia (2009) -Nesses dois países há a ruptura com o Estado Nacional.

7. Como se dá esse processo de ruptura

R: Essa ruptura, que pode ser revolucionária, apresenta-se na aceitação constitucional de diversos direitos de propriedade, de diversos direitos de família, assim como a admissão de tribunais populares ou de comunidades étnicas para resolver questões no âmbito dos seus próprios problemas.

8. Monismo jurídico = Estado Nacional
Pluralismo jurídico = Estado Plurinacional

9. Qual é a característica definidora do Estado moderno?

R: A formação do Estado moderno está intimamente ligada a questões como a intolerância religiosa, a intolerância cultural, a negação da diversidade, enfim, da não aceitação de padrões fora dos estipulados pelo soberano.

10. Qual é o paradoxo do Estado moderno?

R: O Estado Moderno surge para atender a um modelo burguês em ascensão, capitalista, que tem como pressuposto maior a expansão do poder econômico - Isso acaba por prevalecer o poder econômico frente a outros direitos que deveriam ser garantidos pela própria existência do Estado.

11. De onde surgiu a idéia do Estado Plurinacional?

R: Diante de um movimento revolucionário (Bolívia e Equador), surge a ideia de Estado Plurinacional.

12. Quais são as características do Estado Plurinacional?

R: Há a defesa pela democracia e pela participação popular como elemento fundador de um modelo de Estado que reconhece a diversidade étnica, cultural, religiosa, e jurídica, sobretudo. Há a ruptura com o ordenamento jurídico anterior - Isso é capaz de superar a brutalidade dos Estados Nacionais nas Américas e rompe com as bases unificadoras do direito de propriedade e de família que sustentam por toda história o capitalismo.

13. Quais são os conceitos centrais para o curso de hermenêutica jurídica decolonial?

R: Estado Plurinacional, interculturalidade e decolonialidade do poder.

14. Qual é a idéia da interculturalidade?

R: É mais que um mero reconhecimento da diferença cultural, como o multiculturalismo faz. Ela exige um igual respeito e consideração aos valores e organizações sociais das mais diversas vertentes culturais. De forma alguma há a pretensão de adoção de um modelo de vida boa, ou que seja mais adequada, ainda que seja através do judiciário na aplicação dos princípios.

15. O que pregava Bueno Vivir e quando ganhou voz?

R: Ideia andina catalogada em 1517. Dizia que não há como ter uma boa qualidade de vida sem respeito ao meio ambiente - Ganhou voz no sec XVII, nos próprios Andes

16. Em que consiste a crítica da hermenêutica decolonial?

R: Tal crítica se expressa e se sustenta acerca de uma prática jurídica alternativa insurgente na perspectiva dos movimentos populares continentais que se apóiam em diálogos e aberturas para participação popular.

17. Qual é o maior hermeneuta do século XX?

R: Gadamer

18. O que pretende a hermenêutica decolonial?

R: Ser uma hermenêutica pós-moderna, transmoderna, que supere a produção moderna européia-americanizada, ser não apenas uma contraposição a essa hermenêutica clássica, mas uma alternativa a ela.

19. Qual é a importância do pós-positivismo ou da hermenêutica moderna contemporânea?

R: Ganha notoriedade por ser um elemento central para pensar o acesso à justiça.

20. Afinal, o que é a hermenêutica decolonial?

R: Ela é uma ação, um comportamento compreensivo, interpretativo e aplicativo dos direitos no âmbito do Estado Plurinacional.

21. Em que ela encontra amparo?

R: Esta tese encontra amparo no Novo Constitucionalismo latino-americano e se fundamenta nos conceitos de interculturalidade (Autora: Walsh) e Decolonialidade do Poder (Autor: Aníbal Querrano)

22. Qual é o objetivo da hermenêutica decolonial?

R: Ela pode ser vista como uma disciplina que fornece, no âmbito jurídico, crítico e interpretativo, subsídio para a libertação de um povo por meio de um processo de autodeterminação.

23. O que mostra Aníbal Querrano?

R: Mostra uma grande distinção da estruturação do poder. Na Europa o poder se estrutura através das classes. Na América Latina o poder se estruturou na segregação das raças, além do fator das classes presentes na estrutura européia, ou seja, a discriminação é econômico-racial.

24. Qual é a preocupação de Henrique Ducell?

R: A preocupação do Ducell é a libertação. Escreve uma obra chamada filosofia da libertação, trazendo contribuição para todo movimento latinoamericano - Tem influência de Paulo Freire e Darci Ribeiro, que denunciam o defict da educação e do reconhecimento da própria cultura brasileira.

25. Cite os autores que na década de 70 estão pensando a democracia?

R: Data importante, pois grandes autores no mundo estão pensando a democracia. Habermas em 1972 escreve mudança estrutural da esfera pública. John Raws em 1971. Ronald Dworkin e Robert Alexy em 1976 –

26. Quem são os pais do constitucionalismo moderno?

R: Hans Kelsen e Carl Shimidt

27. Qual é a diferença entre Hans Kelsen e Carl Shimith?

R: Hans Kelsen representa o poder do Estado através do poder judiciário e Carl Shimith representa o poder do Estado através do poder executivo.

28. Qual é a crítica pela hermenêutica decolonial a Constituição?

R: A constituição é o elemento técnico de distribuição de poder e organização de Estado - É também uma manifestação do conservadorismo - Ela surge para conservar (violência conservadora), para a manutenção de status quo de um poder que institui um modelo de estado moderno - Ela como um elemento político-jurídico impede o acesso à justiça (não necessariamente ao judiciário) - Não há vínculo com o compromisso republicano, democrático, social e popular - Na tradição latinoamericana o constitucionalismo (e as CF) estiveram de costas para todas as comunidades indígenas, negras, para as mulheres, para os pobres.

29. Qual é a preocupação da hermenêutica pós-positivista, moderna ou judicial?

R: A hermenêutica jurídica pós positivista, moderna ou judicial - É a do neoconstituciolismo - Se preocupa com a aplicação do direito somente na figura do Juiz ou do Tribunal - Ignora a discussão no meio social - É o retorno do processo oligárquico - O judiciário não pode ser responsável por guardar ou dizer sozinho a CF.

30. Qual é a preocupação da hermenêutica decolonial?

R: A hermenêutica jurídica decolonial tem a preocupação da formação da norma jurídica a partir dos fenômenos sociais - O fenômeno social abrange a norma jurídica - O jurídico é constituído no social, e não no institucional, no âmbito interno do Estado - O jurídico não brota do Congresso Nacional - É um movimento de baixo para cima, de fora para dentro. Além disso, deve ser um caminho de ida e volta.

31. Para hermenêutica decolonial onde se exaure a aplicação da norma?

R: A construção da normatividade somente tem sentido se o destinatário da norma também for seu criador - A norma não pode se exaurir no judiciário, na atividade decisória do Juiz - Ela se exaure na aplicação do direito.

32. Como se dá o constitucionalismo democrático no Estado plurinacional?

R: No Estado plurinacional existem várias estruturas de poder para a construção de sentido da constituição.

33. O que propõe a leitura decolonial?

R: A leitura decolonial traz um movimento de ruptura, com crítica brutal, reconhecendo que o colonialismo, seja português, espanhol ou americano, utilizou-se de uma violência sem limites para com os povos colonizados. A leitura decolonial almeja a emancipação.

34. Qual é a perspectiva dos Estados colonizadores?

R: Alexy centraliza toda a decisão no poder do Juiz, e o Juiz pondera. Dworkin também centraliza o poder no Juiz (Juiz-Hércules).

35. O que ambiciona Hermenéutica decolonial?

R: A hermenêutica decolonial torna-se fundamental para a desconstrução do pensamento que é aplicado a hermenêutica jurídica, tida como pós-positivista, sendo uma perpetuação do processo positivista. É a representação mais lapidada do positivismo jurídico –

36. Qual é o conceito de hermenêutica diatópica de Boa ventura de Souza Santos?

R: É parecida com a hermenêutica Gadameriana da fusão de horizontes, mas possibilitando as distinções culturais serem elementos agregadores, com comunicação e reconhecimento mútuos. É a possibilidade do respeito recíproco entre os povos.

37. Qual é a relação existente entre Walter Mignolo e Boa ventura de Sousa Santos?

R: Ambos os autores possibilitam o estudo da hermenêutica no campo das ciências sociais - O positivismo e o pós-positivismo trazem uma hermenêutica trabalhada no campo das instituições.

38. Quem é Walter Mignolo e o que propõe?

R: Argentino. Conceito Hermenêutica pluritópica. Propõe que “Precisamos aprender a desaprender”

39. Qual é o caminho a ser trilhado pela hermenêutica jurídica decolonial?

R: Há uma transição, um caminho que é percorrido - O caminho do acesso à justiça - O jurídico está no caminho, não no Estado. Está em construção.

Por: Thiago Castilho

quinta-feira, 22 de junho de 2017

A IDEIA DE LIBERDADE EM HEGEL



O DESENVOLVIMENTO DA IDEIA DE LIBERDADE NA OBRA DE HANS GEORG FRIEDRICH HEGEL

1.Cite três características da concepção positivista do direito a partir da obra de Hans Kelsen

R: 1. Rompe com a tradição racionalista do Direito (fruto de Kant) – escolha racional, vinculados à moral.
2. Surge como ruptura dessa teoria: a inexistência de uma ordem moral absoluta, mas várias ordens morais (pluralismo moral).
3. O direito é uma ordem normativa coativa.

2. O que é uma ordem normativa e como ela funciona?

R: Trata-se de um ato de vontade. A ordem normativa do Direito se estrutura numa pirâmide, até chegar à norma fundamental (não é posta, é pressuposta no pensamento e assegura a validade da Constituição); é pressuposta, pois o grupo que estabeleceu a Constituição demonstra que é capaz de assegurar a eficácia global mínima da ordem jurídica que tem como ápice a Constituição.

3. Qual é o conceito de norma jurídica?

R: É a norma estabelecida por um ato de vontade humano, que prescreve o comportamento devido a outras pessoas, estabelecendo que certos comportamentos sejam proibidos, permitidos ou ordenados.

4. Qual é o significado de norma jurídica na teoria pura do direito de Kelsen?

R: Norma jurídica é uma espécie de moldura, dentro da qual inúmeros significados possíveis coexistem, e a tarefa da aplicação para Kelsen consiste na seleção, na escolha de um significado contido dentro da moldura da norma para a criação de uma norma jurídica inferior.

5. Qual é a diferença fundamental entre Kelsen e Kant?

R: Ao contrário de Kant para Kelsen a razão não é capaz de julgar qual norma é melhor do que outra.

6. Qual é o objeto da filosofia do Direito em Hegel?

R: A filosofia do direito possui um objeto, é a ideia (conceito) do direito; “O objeto da ciência filosófica do direito é a ideia do Direito (conceito e sua realização). Do que a filosofia se ocupa é de Ideias, não do conceito em sentido estrito; mostra, pelo contrário, que este é parcial e inadequado, revelando que o verdadeiro conceito é o único que possui realidade justamente porque ele mesmo a assume”.

7. O que é a idéia em Hegel?

R: A ideia é a razão de ser do objeto que produz uma dada realidade, caracteriza-se por uma abstração; a ideia é determinada pelo conceito, atribui à ideia os elementos constitutivos do objeto a que ela se refere.

8. Qual é o objetivo da filosofia do Direito?

R: O objetivo da filosofia do direito é estudar a ideia do direito; reconciliar a ideia com a realidade.

9. Como se efetua a reconciliação entre Ideia e Realidade em Hegel?

R: A reconciliação entre IDEIA e REALIDADE é anunciada por Hegel nos seguintes termos: “O que é racional é real e o que é real é racional.”

10. O que a busca a filosofia e o que ela deve contemplar para Hegel?

R: A razão constitutiva do direito do estado é tão antiga quanto o seu aparecimento; a filosofia busca encontrar a razão constitutiva de todo o direito; A filosofia deve contemplar a razão, desvelando-a em meio a toda arbitrariedade e irracionalidade existentes.

11. Qual é “a idéia do direito” para Hegel?

R: “O domínio do direito é o espírito em geral; aí, a sua base própria, o seu ponto de partida está na vontade livre, de tal modo que a liberdade constitui a sua substância e o seu destino e que o sistema do direito é o império da liberdade realizada, o mundo do espírito produzido como uma segunda natureza a partir de si mesmo” Hegel

12. Para Hegel, um autor moderno, o fundamento do Direito, onde ele se origina é:

a- Natureza
b- Razão divina
c- Vontade livre dos indivíduos (Resposta certa)

13. Qual é a finalidade do Direito para Hegel?

R: O Direito possui a finalidade de criar uma realidade social na qual a liberdade se realiza, não é mera ideia dissociada da realidade, a razão de ser de toda ordem social (vida livre do indivíduo).

14. O ponto de partida do Direito, segundo Hegel, está na vontade livre. Quais são os elementos constitutivos dessa vontade?

R: Para Hegel, são três elementos que ocorrem simultaneamente: 1° momento da pura indeterminação (Liberdade negativa = direito abstrato) 2° momento da passagem da indeterminação para determinação (liberdade positiva = moralidade subjetiva) 3° momento da síntese dos momentos anteriores (Vontade livre = moralidade objetiva).

15. O que significa “liberdade negativa” em Hegel?

R: É a possibilidade de me abstrair de toda a determinação interior ou exterior que influencie minha vontade. A existência da liberdade negativa representa a capacidade de nos reinvertarmos constantemente.

16. Verbalize o conceito hegeliano de individuo

R: O conceito hegeliano de indivíduo: ser que possui inúmeros desejos que ele próprio escolheu, após o exercício da sua liberdade negativa e da liberdade positiva. Ou seja, após abstrair da influencia do mundo e refletir sobre qual deve ser sua decisão.

17. Qual é a diferença entre liberdade negativa, liberdade positiva e moralidade objetiva?

R: Liberdade negativa – imediata = domínio do direito abstrato; Liberdade positiva – mediata = moralidade subjetiva; Síntese entre liberdade negativa e liberdade positiva = moralidade objetiva.

18. Qual é a importância do direito abstrato como forma de controle social?

R: O direito abstrato cria um conjunto de leis que garantem ao indivíduo à possibilidade de negar à determinação ao seu modo de ser, à sua vontade.

19. Como se dá o processo de realização da vontade livre?

R: A vontade livre, para se tornar realidade, precisa de se apropriar de um objeto exterior, sobre o qual incide toda sua vontade; é o caso do direito de propriedade.

20. Deponha sobre o direito de propriedade em Hegel:

R: Direito de propriedade encontra uma justificação racional; é uma condição universal que se aplica a toda e qualquer vontade; Hegel afirma que a vontade tem o direito de se apropriar de todo objeto exterior para que possa entrar na realidade; o primeiro objeto de um indivíduo é o próprio corpo.

21. Conceitue contrato para Hegel?

R: O contrato é a forma jurídica pela qual uma vontade pode se apropriar de um bem que já foi objeto de apropriação por uma outra vontade.

22. Conceitue o crime para Hegel?

R: O crime, para Hegel, é uma violação à propriedade da pessoa; o crime é a negação de um Direito de alguém. Toda vez que se comete um crime contra outra pessoa, está se negando a ela a liberdade ou o Direito que ela possui e assim nega-se o Direito.

23. Qual é a importância da pena para Hegel?

R: A pena é negação do crime; uma reação necessária para todos exercerem a liberdade negativa; logo, reafirma a validade do Direito.

Por: Thiago Castilho

domingo, 18 de junho de 2017

DA CRIMINOLOGIA DIALÉTICA


A CRIMINOLOGIA DIALÉTICA E A COMPREENSÃO DO FENÔMENO DA CRIMINALIDADE NAS SOCIEDADES MODERNAS CAPITALISTAS 

1.Em que consiste a criminologia dialética de Roberto Lyra Filho?

R: Consiste na abordagem teórica na tentativa de compreender o fenômeno da criminalidade em sociedades modernas.

2.Do que depende a compreensão da criminologia dialética de Lyra Filho?

R: A compreensão da criminologia dialética depende da compreensão dos pressupostos filosóficos e teóricos usados pelo autor no entendimento do fenômeno da criminalidade.

3.Roberto Lyra Filho parte de uma abordagem do materialismo histórico dialético de Karl Marx. Que abordagem é essa?

R: A compreensão da base econômica material e a superestrutura política e jurídica que surge numa determinada sociedade (Obra “A crítica da economia política”) - Marx afirma que uma ordem social surge a partir do desenvolvimento de determinadas forças produtivas que implicam relações materiais de produção.

4.Como se forma a base econômica material ou infraestrutura e do que ela é base?

R: A relação entre forças produtivas e relações materiais formam a base econômica material ou infraestrutura, que na concepção do materialismo histórico é a base sobre a qual se ergue uma superestrutura jurídica e política destinada a assegurar o funcionamento desta base econômica material.

5.Qual é a visão jurídica de Marx adotada por Lyra Filho?

R: Marx entende (e Roberto Lyra Filho adota) que o Direito se origina como um fenômeno superestrutural que se refere a uma determinada etapa do desenvolvimento histórico da base econômica material que existe em uma determinada sociedade. A criminalidade, por sua vez, não pode ser entendida sem se considerar essa base econômica material a que todo direito, não somente o Direito Penal, se refere como seu verdadeiro fundamento.

6.O que é a base econômica material para Marx e o que ela representa para o Direito?

R: A base econômica material para Marx é um conjunto dos fatores de produção que estão disponíveis para a humanidade em determinado momento histórico, cujo desenvolvimento pressupõe determinadas relações materiais que permitem o desenvolvimento das forças produtivas então disponíveis. Essas relações materiais constituem a realidade do modo de produção que existe em um determinado momento histórico são o fundamento ou a origem do Direito.

7.O que pressupõe o funcionamento dos modos de produção e como isso será feito?

R: O funcionamento do modo de produção pressupõe que determinados comportamentos que se mostram inadequados para o desenvolvimento da força produtiva sejam reprimidos. Isso será feito mediante normas de Direito Penal, que autorizam o Estado (este também um fenômeno superestrutural) a impedir que aqueles comportamentos que distorçam ou perturbem o funcionamento da base material possam ser realizados pelos indivíduos.

8. Qual é a crítica de Roberto Lyra Filho aos manuais de Direito Penal que se expandiram no Brasil, que em geral partem de uma definição formal e abstrata do que é o crime?

R: Para Roberto Lyra Filho não é possível compreender o crime a partir de uma definição formal e abstrata, mas sim de quais comportamentos materiais se mostram, num determinado momento histórico, apropriados para o desenvolvimento das forças produtivas que predominam naquele momento histórico.

9. Cite um exemplo do pressuposto acima dado por Lyra Filho na criminologia dialética?

R: Na criminologia dialética ele dá um exemplo: Criminalização do comportamento dos abolicionistas no sec XIX que auxiliavam escravos a fugirem naquela ordem social estabelecida. O modo de produção era o trabalho escravo e a transgressão dessa ordem social não era admitida pelo Direito Penal vigente. Não é possível então entender os comportamentos tidos como crime em determinado momento histórico sem associar a sua relação com o modo de produção existente. Nesse exemplo, a partir do momento em que se estabelece um modo de produção que não mais se baseia na escravidão, mas em relações de trabalho assalariado (com início no final do sec XIX e acentuação na década de 30 do sec XX) os antigos criminosos que auxiliavam os então escravos não mais são tratados como criminosos.

10. O que é o crime para o Direito?

R: O crime é um comportamento que não pode coexistir com as relações materiais que predominam em determinado momento histórico, na medida em que essas relações permitem o desenvolvimento das forças produtivas.

11. O que significa saber o que é crime segundo Roberto Lyra Filho?

R: RLF afirma que saber o que é o crime significa saber quais comportamentos representam um entrave para o desenvolvimento das forças produtivas e quais comportamentos representam uma possibilidade de desenvolvimento dessas forças produtivas. Assim, cada sociedade, em um determinado momento histórico, define quais comportamentos serão considerados crimes e quais não serão, a depender sempre do modo de produção prevalecente naquele momento.

12. Alguns comportamentos representam um dano comum a todas as pessoas e, por mais diferentes as sociedades, é possível perceber uma continuidade na criminalização daquele tipo de comportamento mas, de toda forma, o crime é uma construção social (não é algo natural) destinada a selecionar quais comportamentos são apropriados ao desenvolvimento das forças produtivas (permitidos ou lícitos) e quais comportamentos prejudicam ou impedem o desenvolvimento das forças produtivas (proibidos ou ilícitos). Os segundos estão sujeitos às formas de controle e repressão que um ordenamento jurídico vai conceber para impedir a prática desse tipo de comportamento. Dê um exemplo disso.

R: Ex.: O direito de greve é regulamentado. Pode-se exercer esse direito se obedecidas as regras da legislação civil. Entre elas manter em funcionamento serviços indispensáveis à população em patamares que podem chegar a 80%. A finalidade da greve é demonstrar que a classe trabalhadora está insatisfeita com determinada lei ou política paralisando o modo de produção. Fora desses parâmetros a greve perturba relações materiais que são imprescindíveis para o desenvolvimento das forças produtivas. Por isso, o Direito vai proibir o exercício de greve nesses moldes, submetendo os seus organizadores a sanções civis. A mesma lógica aplica-se ao campo criminal.

13. O crime é uma construção social destinada a impedir ou proibir determinados comportamentos que impeçam ou prejudiquem o desenvolvimento das forças produtivas. Assim, qual é a chave para se compreender o que é o crime segundo Lyra Filho?

R: Conhecer o modo de produção que implica na relação das forças produtivas com as relações materiais é a chave para se compreender o que é o crime em determinada sociedade e contexto histórico, não havendo sentido apresentar uma definição formal e abstrata do conceito de crime, na medida que essa concepção formal e abstrata é destituída de sentido, pois não expressa as relações materiais que já existem em uma determinada sociedade a partir das forças produtivas materiais que estão disponíveis em determinado momento histórico.

14. Discorra sobre a Escola Criminológica do Naturalismo.

R: Principal Autor: Lombroso. É de matriz biológica. Tenta explicar um comportamento criminoso a partir de determinadas características biológicas, fisiológicas, hereditárias que os indivíduos apresentam - Ex.: Testa protuberante, queixo largo -O comportamento criminoso é identificado como determinado a partir de uma herança genética recebida pela pessoa - Há uma compulsão para um determinado tipo de comportamento e isso a leva ao comportamento criminoso no contexto histórico -Parte da premissa de que o significado do comportamento criminoso é unívoco para toda e qualquer cultura e sociedade que se considere. Essa perspectiva é ahistórica e atemporal.

15. Qual é a posição de Lyra Filho sobre o Naturalismo?

R: Roberto Lyra Filho é crítico a esse tipo de abordagem criminológica - Ele sustenta que o comportamento criminoso não é um dado natural, não é um dado atemporal e não basta controlar certos tipos de traços físicos para controlar a criminalidade - Não há como desconsiderar o contexto social em que a pessoa está inserida. O conceito de criminalidade varia de acordo com a sociedade.

16. Discorra sobre o Positivo Criminológico.

R: Apresenta o mesmo problema do naturalismo: Trata o crime como uma escolha imparcial de quais comportamentos serão criminalizados -Parte da perspectiva de que determinados comportamentos representam um mal social e que por isso devem ser repreendidos, desconsiderando as relações materiais e o contexto social em que essas pessoas já estão inseridas.

17. Qual é a relação entre a criminologia dialética de Roberto Lyra Filho e a escolha da criminologia crítica?

R: A criminologia dialética de RLF é uma vertente da criminologia crítica.

18. O que enfatiza Roberto Lyra Filho?

R: RLF enfatiza que o crime é uma construção social que surge em um determinado momento histórico e determinada sociedade como uma classificação de comportamentos desviantes que perturbam o desenvolvimento da ordem social.

19. Todo e qualquer comportamento desviante não tem um significado em si - Ele depende do contexto em que aquele tipo de comportamento está situado - Contexto esse fortemente influenciado pelo modo de produção social que prevalece em um momento histórico. Exemplifique.

R: Ex.: Marido é autor de crime de estupro contra a própria esposa? Só foi considerado crime a partir da metade da década de 80. Antes, o STF argumentava que marido e mulher tinham o dever de manter uma vida comum (manter relação carnal). A atitude do marido era considerada exercício regular de um direito. Essa concepção vem de um contexto social que atribui à mulher um papel de submissão ao seu marido.

20. Sintetize a visão de Lyra Filho sobre o comportamento criminoso.

R: O comportamento criminoso não é então um dado natural - É uma construção social a partir dos valores, dos significados que são socialmente compartilhados em momento histórico.

21. Qual é a relação entre cultura e criminalidade?

R: O comportamento criminoso, além de ser determinado pela base material da sociedade, é também determinado pela realidade cultural ou pela cultura, entendida como um horizonte de significados que permitem a construção dos significados das ações e práticas de determinado grupo. A cultura que permite qual comportamento será criminoso e qual será tido como não criminoso.

22. Qual é a relação entre Lyra Filho e o direito achado na rua?

R: RLF inicia junto com outros juristas, o movimento chamado “Direito achado na rua” - O direito que surge a partir de grupos culturais ou sociais, que formam uma sociedade complexa - Grupos étnicos, Classes sociais e Outros grupos constroem um significado diferente do que é o comportamento criminoso - É preciso assim, entrar nas ideias, nas concepções de mundo que prevalecem em cada grupo ou classe para se ter uma compreensão do que para esse grupo representa um comportamento criminoso ou não.

Por: Thiago Castilho 

sábado, 10 de junho de 2017

A EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS PENAS



A EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS PENAS

Segundo o grande poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade “Toda história é remorso.”, e a história do Direito Penal nos cientifica que a humanidade escreveu lenta e lacrimosamente sua biografia de reconhecimento e respeito aos Direitos Humanos desde seus primórdios em que se aplicavam penas grotescas e mortais, até os dias atuais ansiosos pela Justiça Restaurativa, essa nobre e promissora justiça de vanguarda, que prima pelo diálogo na solução dos conflitos interpessoais e na recuperação de todos os envolvidos na lide penal: vítima, ofensor, Estado e comunidade.

Na Antiguidade, concomitante a formação do Estado, quando havia uma violação dos direitos individuais ou coletivos reinava o caos da “vingança privada”, arbitrária e desproporcional. Um exemplo notável dessa atroz realidade corresponde à infame lei das “cinco penas” consagradas na China Antiga: “O homicídio penalizado com a morte, o furto e as lesões penalizados com a amputação de um ou ambos os pés, o estupro com a castração, a fraude com a extração do nariz e os delitos menores com uma marca na testa.”. Embora penas semelhantemente severas subsistam em certos Estados contemporâneos como a pena capital ou pena de morte nos Estados Unidos e a lapidação ou pena de morte por apedrejamento na Nigéria, na maioria dos países democráticos ocidentais coevos tais extremos penais são, felizmente, moralmente inaceitáveis e ilegais. O célebre Código de Hamurabi é o cânone jurídico desse período perverso e a lei de Talião (“Olho por olho, dente por dente, vida por vida...”), por incrível que pareça, foi considerada um avanço triunfal dos direitos humanos na época por se pautar no “princípio da proporcionalidade” pela primeira vez na história humana.

Na Idade Média com o esfacelamento do Estado, o advento do feudalismo e a ascensão da Igreja Católica, as penas aplicadas agora eram: (...) a perda da paz (Frieldlosigkei), que consistia em retirar a tutela social do apenado, com o que qualquer pessoa podia matá-lo impunemente, esquartejamento, fervura, empalamento, esmagamento por elefante, afogamento, morte pela fogueira, morte pela espada (para os fidalgos), enterramento vivo, entre outros castigos draconianos e execuções excruciantes. Contudo, data da Idade Média a poderosa partícula primordial que observamos das constituições contemporâneas, a Magna Carta de 1215, um documento que expressava à resignação do rei às leis editadas e fundamentava o princípio da legalidade e da inviolabilidade de domicílio.

Na Idade Moderna com o Renascimento, a recuperação do Estado e a influência das ideias iluministas operou-se uma humanização, embora incipiente, do Direito Penal. Um dos diamantes do Direito de grande influência dessa época é a obra “Dos delitos e das penas” assinada pelo italiano Marquês Cesare Beccaria no século XVIII. Dois países se sobressaíram nessa reformulação racional das normas criminais: Inglaterra e França.

Na Inglaterra, foi imposta pelo Parlamento em 1628 a Petição de Direitos, um documento que garantia as prerrogativas do devido processo legal, o duplo grau de jurisdição e a legalidade. Em 1679 foi assinada a Lei do Habeas Corpus, remédio jurídico que protege o direito de locomoção contra coação ilegal de autoridade. Em 1689 foi elaborado pelo Parlamento inglês a Declaração de Direitos (Bill of Rights), que entre outros feitos estabelece o direito a instituição do júri e define seu modus operandi.

Na França aconteceu o fato de maior impacto na evolução histórica das sanções criminais, a decisiva Revolução Francesa de 1789, enunciada pela imortal epígrafe iluminista cunhada pelo filósofo francês Jean-Jacques Rousseau “Liberdade, Igualdade e Fraternidade” (Liberté, Egalité, Fraternité), resultou no fim do feudalismo medieval e na publicação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão inspirada na Declaração de Independência dos Estados Unidos. Assim, os franceses aspiravam a uma mudança de mentalidade mundial no multicosmo sociopolítico, econômico, cultural e jurídico. No coração dessa revolução radical e abrangente, “a base do Direito Constitucional moderno”, está a conquista da “presunção de inocência”, um princípio central do Direito Penal, a partir do qual passou-se a exigir a necessidade de provas nos autos para a condenação do acusado, outrora submetido a simples convicção do juiz.

Depois das sangrentas guerras mundiais do século XX que violaram todas as fronteiras éticas da humanidade uma nova consciência jurídica começou a se modelar no mundo visando à defesa dos direitos humanos e o aperfeiçoamento do Direito Penal como um todo. Assim, as penas paulatinamente passaram a se humanizar com o propósito de proteger a dignidade do condenado. Eis o embrião ideológico da magnânima Justiça Restaurativa.  

Por: Thiago Castilho

“O prêmio por uma coisa bem feita é tê-la feito.” Emerson

“O prêmio por uma coisa bem feita é tê-la feito.” Emerson
Código ético da humanidade: viver, deixar viver e ajudar a viver. (...) "A meta é ser e não parecer." Emerson

Humanidade: a história de todos nós. (...) "O resto não é silencio” Beckett

“Quantos homens sabem observar? E, desses poucos que sabem, quantos observam a si próprios? Cada pessoa é o ser mais distante de si mesmo.” Nietzsche

"Os direitos são a menina dos olhos de Deus." Kant


"Quanto mais conhecimento, mais vida."- "Pirkei Avot 2,8" - Textos Judaicos

O que explica a ascensão dos humanos na terra?

"Não se compare aos outros, compara-se a si mesmo. Estou crescendo? Estou melhor? Flávio Gikovate” Nietzsche

“Espíritos grandiosos sempre encontraram oposição violenta de mentes medíocres.” Albert Einstein

“Espíritos grandiosos sempre encontraram oposição violenta de mentes medíocres.” Albert Einstein
"A gratidão é um fruto de grande cultura; não se encontra entre gente vulgar".Samuel_Johnson

“Todo indivíduo deve velar por si mesmo.” Emerson


“Há uma área do criação infensa a técnica, a cultura, ao conhecimento acumulado pela tradição. (...) essa área é inexplicável, intransferível e inapreensível.” Charles Kiefer, Para Ser Escritor

Qual é o seu projeto de vida? (Hoje é seu último dia de vida. O que fará hoje?)

“O próximo Dom (Casmurro) nascerá nas infinitas páginas de blogs, chats e sites e redimirá aqueles que hoje perdem tempo examinando os jardins que se bifurcam na infovia.” Charles Kiefer, Para Ser Escritor

Abaixo: a série "Passar na OAB ou passar fome" (Em breve, amados.) Só que não.

Abaixo: a série "Passar na OAB ou passar fome" (Em breve, amados.) Só que não.
“Prometo, no exercicio das funções do meu grau, acreditar no Direito, como a melhor forma para a convivência humana, fazendo da justiça, o meio de combater a violência, e socorrer os que dela precisarem, servindo a todo o ser humano, sem distinção de classe social ou poder aquisitivo, buscando a paz como resultado final, e, acima de tudo, prometo defender a liberdade, pois sem ela não há Direito que sobreviva, justiça que se fortaleça, e nem paz que se concretize.” Juramento jurídico

do inferno na terra ou sobre a 2º guerra mundial (Cisne Negro: Todos são podres por dentro e fedem.

“Aprendeste lições apenas daqueles que te admiravam e foram gentis contigo e estiveram ao teu lado? Não aprendeste grandes lições daqueles que te rejeitaram e bateram-se contra ti? Ou daqueles que te trataram com desprezo, ou disputaram a passagem contigo?” Whitman, Lições mais fortes

“Ninguém que não sofra conhece a si mesmo.” Marcia Tiburi


“Se nada tem, primeiro constitua sua identidade, depois amadureça e finalmente
pense por si próprio.”Do poema
UNICÓRNIO

“Ser, realmente, um deus.” Walt Whitman


“O amor, tal como a luz, silenciosamente envolve todos...” Walt Whitman

"Se amor é troca ou entrega louca discutem os sábios, entre os pequenos e os grandes lábios"Leminski

forgifs.com
“O amor é o cuidado do outro.” Thiago Castilho (Cisne Negro: "O amor é um abismo e mergulhamos."

“Se eu não for por mim, quem o será? Mas se eu for só por mim, que serei eu?

“Machado não confia no homem, não ama a vida, nem espera nenhuma bem-aventurança futura.” Afrânio Coutinho sobre Machado de Assis

“Kafka tinha uma “perfeição que destrói”.” Harold Bloom

“Kafka tinha uma “perfeição que destrói”.” Harold Bloom
“Quanto a mim sou relativamente honesto e de tais coisas poderia acusar-me que melhor seria não ter nascido. Sou muito orgulho, vingativo, ambicioso com mais pecados na cabeça que pensamentos para concebê-los ou tempo para executá-los.” Shakespeare, Hamlet

Tome o poder. ("Ousarei perturbar o universo?" T.S. Eliot)


“O que tenho a dizer sobre a obra de Bach? Ouçam-na, toquem-na, amem-na – e calem-se!”- Albert Einstein; em resposta a um inquérito da revista alemã Illustrierten Wochenschrift, 1928.

Alma mater - 13 unicórnios ou fontes de inspiração constante para o "absoluto em aberto"

“A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe.” Jean Piage

das criações artísticas, das relações humanas e das questões existenciais

“-Eu sei, as pessoas pensam que eu sou egoísta e narcisista, mas não é verdade. Na verdade, se eu fosse me identificar com um personagem mitológico grego não seria narciso.
-Quem seria então?
- Zeus.” Wood Allen

EU QUERO UMA VIDA INTENSA, INTELECTUAL E ARTÍSTICA ENQUANTO FOR POSSÍVEL

CRIAR QUALQUER UM CRIA. INVENTE. COMPARTILHE CONHECIMENTO. FAÇA CIRCULAR IDÉIAS. MUDE O MUNDO OU, PELO MENOS, A SI.
“Eu sou um homem tão bom, no fundo, um homem tão bom, como é que ninguém nunca percebeu isso?” Samuel_Beckett

você Não vai comentar!? (Por que os burros nunca comentam?)

forgifs.com
"Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos." Nelson Rodrigues

"Viver cada dia como se fosse o primeiro e cada noite como se fosse a última." Eduardo Galeano

"Uma bela viagem deu-te Ítaca. (...) Tu te tornaste sábio, um homem de experiência.E, agora, sabes o que significam Ítacas." Constantino Kabvafis (1863-1933)

vida interior: cultivando a renovação da alma

vida interior: cultivando a renovação da alma
“Tememos a morte e questionamos nosso lugar no universo. A tarefa do artista não é sucumbir no desespero, mas achar solução para o vazio da existência.” Wood Allen, Meia-noite em Paris

Decifra-me ou devoro-te!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pintura em Lascaux (Pré-história). Património Mundial — UNESCO

Pintura em Lascaux (Pré-história). Património Mundial — UNESCO
"Sou um sonho." Borges ("Um grande artista não deixa pontas soltas." Sherlock Homes)

Grite “devastação” e deixe sair os cães da guerra.” Shakespeare

“A verdadeira igualdade consiste em aquinhoar desigualmente seres desiguais.” Rui Barbosa

“A verdadeira igualdade consiste em aquinhoar desigualmente seres desiguais.” Rui Barbosa
PREÂMBULO DA CONSTITUIÇÃO: Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Eu sei que você sabe, quase sem querer, que eu vejo o mesmo que você: caos e beleza.

“A arte é um instante de eternidade e perfeição.” V. Avelino

“Com leis e letras domina-se a história.” O observador

“Com leis e letras domina-se a história.” O observador
“O crítico não faz história.” Pablo Picasso

"O Estado mente friamente, e esta mentira rasteja de sua boca: 'Eu, o Estado, sou o povo.”Nietzsche

"O Estado mente friamente, e esta mentira rasteja de sua boca: 'Eu, o Estado, sou o povo.”Nietzsche
“De todo o escrito só me agrada aquilo que uma pessoa escreveu com o seu sangue.” Friedrich Nietzsche

“Eu sou apenas um belo pedaço de carne.” Shakespeare, em Romeu e Julieta (Mas com amor...)

“Eu sou apenas um belo pedaço de carne.” Shakespeare, em Romeu e Julieta (Mas com amor...)
“A emoção estética deixa o ser humano num estado favorável à recepção de emoções eróticas. A arte é cúmplice do amor. Tire o amor e não haverá mais arte.” Remy de Gourmont

"Sou só a rede vazia diante dos olhos humanos na escuridão...Um peixe preso dentro do vento" Neruda

"Sou só a rede vazia diante dos olhos humanos na escuridão...Um peixe preso dentro do vento" Neruda
“Um gênio criativo não pode ser treinado. Não existem escolas para criatividade. Um gênio é precisamente um homem que desafia todas as escolas e regras, que se desvia dos caminhos tradicionais da rotina e abre novos caminhos através de terras inacessíveis antes. Um gênio é sempre um professor, nunca um aluno; ele é sempre feito por si mesmo.” Ludwig von Mises

"Nunca odeie seus inimigos. Isso atrapalha o raciocínio. São apenas negócios.” O Poderoso Chefão

"Nunca odeie seus inimigos. Isso atrapalha o raciocínio. São apenas negócios.” O Poderoso Chefão
“A criatividade de uma nação está ligada à capacidade de pensar e teorizar, o que requer uma boa educação e, daí, partir para o inventar e, depois, ir até as últimas conseqüências no fazer.” Cláudio de Moura Castro

Supremo tribunal federal ou pretório excelso (Por uma implacável consciência cidadã crítica.)

Supremo tribunal federal ou pretório excelso (Por uma implacável consciência cidadã crítica.)
“O que eu espero senhores, é que depois de um razoável período de discussão, todo mundo concorde comigo.” Sir Winston Churchill

“Que mundo! Poderia ser maravilhoso se não fossem as pessoas.” Woody Allen

“Que mundo! Poderia ser maravilhoso se não fossem as pessoas.” Woody Allen
“A obra de arte pode ter um efeito moral, mas exigir uma finalidade moral do artista é fazê-lo arruinar a sua obra.” Goethe

“O meu pai, eu sou Cruzeiro...”Máfia Azul/“Controle sua mente ou ela o destruirá.”Ditado americano

“O meu pai, eu sou Cruzeiro...”Máfia Azul/“Controle sua mente ou ela o destruirá.”Ditado americano
“O poder de síntese é a alma da inteligência.” Shakespeare

Minas além do som. Minas Gerais. Sedução fulminante.

Minas além do som. Minas Gerais. Sedução fulminante.
“Escrever é fácil: você começa com uma letra maiúscula e termina com um ponto final. No meio você coloca as idéias.” Pablo Neruda

Que país é esse? Brasil, eu ainda te amo, porra!

Que país é esse? Brasil, eu ainda te amo, porra!
“Mas se ergues da justiça a clava forte, Verás que um filho teu não foge à luta, Nem teme, quem te adora, a própria morte.” Hino Nacional

Museu da língua portuguesa em São Paulo (Literatura é liberdade. "Sentir o universo..." Sentir-se.)

Museu da língua portuguesa em São Paulo (Literatura é liberdade. "Sentir o universo..." Sentir-se.)
“Creio que quase sempre é preciso um golpe de loucura para se construir um destino.” Marguerite Yourcenar

"A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal." Machado de Assis

"A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal." Machado de Assis
“Qualquer destino, por mais longo e complicado que seja, vale apenas por um único momento: aquele em que o homem compreende de uma vez por todas quem é.” Borges

A cura do desespero humano pela palavra. Sem neuroses idiotas ou sofrimento psíquico. Salvo sejamos

A cura do desespero humano pela palavra. Sem neuroses idiotas ou sofrimento psíquico. Salvo sejamos
"Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste." Sigmund Freud

"Tudo se perde como lágrimas na chuva." Já sem dor

"Tudo se perde como lágrimas na chuva." Já sem dor
“O que você tem, todo mundo pode ter. Mas o que você é...ninguém pode ser.” Clarice Lispector

“As três dimensões da filosofia: a inteligência do que é, a sede de justiça e a busca da salvação”

“As três dimensões da filosofia: a inteligência do que é, a sede de justiça e a busca da salvação”
“É melhor ser um ser humano insatisfeito do que um porco satisfeito; é melhor ser Sócrates insatisfeito do que um tolo satisfeito. E se o tolo ou o porco têm uma opinião diferente é porque só conhecem o seu próprio lado da questão. A outra parte da comparação conhece ambos os lados.” John Stuart Mill, Utilitarismo

"Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento." Albert Einstein

"Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento." Albert Einstein
“A poesia é algo tão íntimo que não pode ser definida.” Borges

“É sobretudo na solidão que se sente a vantagem de viver com alguém que saiba pensar.” Rousseau

“É sobretudo na solidão que se sente a vantagem de viver com alguém que saiba pensar.” Rousseau
“Partindo do pressuposto de que não sei nada, tudo posso aprender e inventar algo além.” Thiago Castilho

“Prove que me ama e pague a próxima rodada.” Janis Joplin

“Prove que me ama e pague a próxima rodada.” Janis Joplin
“Ouse conquistar a si mesmo.” Nietzsche

Chegou um tempo em que não adianta morrer. ... a vida é uma ordem. A vida apenas, sem mistificação.

Chegou um tempo em que não adianta morrer. ... a vida é uma ordem. A vida apenas, sem mistificação.
“Se eu não for por mim, quem o será? E quando sou por mim, o que sou? E se não for agora, quando será?” Herford

"Sempre imaginei que o paraíso será uma espécie de biblioteca" Jorge_Luis_Borges

"Sempre imaginei que o paraíso será uma espécie de biblioteca" Jorge_Luis_Borges
“Escrever é sangrar.” (Hemingway)

“Tornamo-nos o retrato de Dorian Gray da internet, mon chéri.” Thiago Castilho

“Tornamo-nos o retrato de Dorian Gray da internet, mon chéri.” Thiago Castilho
“Em última instancia, é melhor ser temido do que ser amado.” Maquiavel

"A morte, surda, caminha ao meu lado E eu não sei em que esquina ela vai me beijar" Raul Seixas

"A morte, surda, caminha ao meu lado E eu não sei em que esquina ela vai me beijar" Raul Seixas
"Havia entretanto algo taciturno e ansioso em Sören: talvez pensasse que a integridade humana, mesma a mais perfeita, não pudesse nada contra o destino.Do dever cumprido, da liberdade assumida, ele não esperava nem sucesso nem prosperidade, nem mesmo a paz’’. Sophia_de_Mello_Breyner

Transhumanismo: uma percepção da posteridade (Troque seus olhos. Descubra a verdade. Transcenda.)



“Tu me amas?” Jesus

ERNST FISCHER

"Numa sociedade decadente, a arte, se verdadeira, deve também refletir essa decadência. E a menos que ela deseje trair sua função social, a arte deve mostrar o mundo como mutável. E ajudar a mudá-lo."

ZEITGEIST: MOVING FORWARD

“Minha avó era uma pessoa maravilhosa. Ela me ensinou a jogar Banco Imobiliário. Ela entendia que o objetivo do jogo é comprar. Ela acumulava tudo o que podia e sempre acabava dominando o tabuleiro. E depois ela sempre me dizia a mesma coisa. Ela olhava para mim e dizia: "um dia você vai aprender a jogar o jogo". Num verão, eu joguei quase todos os dias, o dia inteiro e então aprendi a jogar o jogo. Compreendi que a única forma de ganhar é se comprometendo totalmente à aquisição. Aprendi que o dinheiro e as posses são as formas de continuar pontuando. Ao final daquele verão, tornei-me mais impiedoso que minha avó. Estava pronto para dobrar as regras para ganhar o jogo. Naquele outono, me sentei para jogar com ela. Tomei tudo que ela tinha. Eu a observei... entregar seu último dólar e desistir em completa derrota. E então ela tinha algo a mais para me ensinar. Então ela disse: "agora tudo volta para a caixa.” Zeitgeist, avançando num mundo onde 40% da riqueza mundial pertence a 1% da população e “É preciso criar problemas para gerar lucro. (...) Essa merda precisa acabar.”

Mahatma Gandhi

“A mais mortal forma de violência é a pobreza.”

Carlos Drummond de Andrade

“De impossíveis, de risos e de nadas tu te formaste, só, em meio aos fortes.”

Sartre

“O homem nada mais é que o seu projeto.”

Nelson Rodrigues

“Perdoa-me por me traíres.”

Arthur Schopenhauer





“Tudo que um homem busca e ama, seja numa simples conversa ou no trabalho, é a inferioridade do outro.”

Thiago Castilho

“Seja ético, solidário e afetivo. Seja melhor, ao invés de tentar ser o melhor em tudo o tempo todo como todos. Talvez seja feliz, Thiago. O caminho comum falhou contigo. Debaixo da pele seu sangue veleja ardentemente.”

Da comunicação social

Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição. "

"As leis são belas." Machado de Assis

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

TÍTULO I

Dos Princípios Fundamentais

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores comuns do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único.Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

Conheça seus direitos e deveres, observe tudo:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/principal.htm

“Não terás compaixão; vida por vida, dente por dente, olho por olho, mão por mão, pé por pé.” (Deut. 19, 18-21)

Lei da gravidade vs princípio da legalidade

“Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei.” Artigo 5°, inciso II, da Constituição Federal

O pra sempre sempre acaba?


“Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.” Art. 5° da Constituição Brasileira

no meio do caminho tinha uma pedra


“Eu nunca deixei de sentir: dor... dor... dor...” Nirvana, You Know You’re Right

“Para ser grande, sê inteiro: nada

Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa.


Põe quanto és

No mínimo que fazes.


Assim em cada lago a lua toda

Brilha, porque alta vive.” Ricardo Reis

Da super-mamusca, my love forever

Da super-mamusca, my love forever
"Quando a noite chove no Vale, gosto de ir à janela da sala para observar a chuva caindo na rua, melancolicamente. Foi numa noite assim que nasci no Paraná em junho, embalsamado pelo frio que faz congelar o sangue do inverno do Sul. Prematuro, o médico informou a seco a minha mãe que eu não “escaparia”. Contudo ela contra-argumentou afirmando que “Deus era maior e que seria feita a sua vontade.”. (Ela conta isso para todas as minhas namoradas.) A maternidade está acima da medicina. Escapei milagrosamente. Minha mãe venceu. Obrigado, mãe, por duvidar daquele cretino cético e lutar para salvar minha sagrada vida. Valeu a pena, eu acho, apesar dos pesares. Finas lágrimas de anjos magoados." Do post O processo...

Lei do Esconderijo: todo ser humano tem direito a felicidade

“Corri pro esconderijo e olhei pela janela, o sol é um só, mas quem sabe são duas manhãs...” Legião Urbana


CONSCIÊNCIA PROFUNDA


“E cada instante é diferente, e cada homem é diferente, e somos todos iguais. No ódio, no amor, na incompreensão e no sublime cotidiano, tudo, mas tudo é nosso irmão. No mesmo ventre o escuro inicial, na mesma terra o silencio global, mas e o humor?” Drummond, montagem minha de células dos poemas Os últimosdias e Consolo na praia



“Nem todos os problemas confrontados serão resolvidos. Mas nenhum problema será resolvido se não for confrontado.” Einstein


Eu nasci há dez mil anos atrás / e não tem nada nesse mundo que eu não saiba demais / Eu vi cristo ser crucificado / O amor nascer e ser assassinado / Eu vi as bruxas pegando fogo pra pagarem seus pecados, / Eu vi,/ Eu vi o sangue que corria da montanha / quando Hitler chamou toda a Alemanha / Vi o soldado que sonhava com a amada numa cama de campanha /Eu li os simbolos sagrados de Umbanda / Eu fui criança pra poder dançar ciranda /E, quando todos praguejavam contra o frio, eu fiz a cama na varanda (...) E praquele que provar que eu tou mentindo / eu tiro o meu chapéu.” Rauzito, Eu nasci a dez mil anos atrás ( e eu não?)


“Não adianta nem tentar
Me esquecer
Durante muito
Muito tempo em sua vida
Eu vou viver
Não, não adianta nem tentar
Me esquecer...” Detalhes do rei Roberto Carlos



“A vaidade... é, com certeza, o meu pecado predileto.” Advogado do Diabo


"O único modo de suportar a existência é precipitar-se na literatura como em uma orgia perpétua" Flaubert


"O escritor original, enquanto não está morto, é sempre escandaloso." Simone de Beauvoir

Um casal nosso conhecido

"Todo dia é o mais importante da sua vida e o último. O segredo é não parar nunca, eu acho." Thiago Castilho

“Nada de grande se fez sem paixão.” Hegel

"Respirei fundo e escutei o velho e orgulhoso som do meu coração. Eu sou, eu sou, eu sou." Sylvia Plath


“Escrever é estar no extremo de si mesmo.” Joao Cabral de Melo Neto


“O criador, com efeito, deve ser um mundo para si mesmo...” Rilke

“Eu sou é eu mesmo.Diverjo de todo mundo.Eu quase que nada não sei.Mas desconfio de muita coisa."GR

"O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim." Auguste Comte

Meu nome é castilho, Thiago Castilho

Meu nome é castilho, Thiago Castilho
"Gosto tanto de você, baby. Só que os escritores são seres muito cruéis, estão sempre matando a vida à procura de histórias. Você me ama pelo que me mata. E se apunhalo é para você, para você que escrevo - e não entende nada."Caio Fernando de Abreu

Aos inimigos do Esconderijo:

forgifs.com
“Mesmo no mais elevado trono do mundo, continuamos sentados sobre nossos cus. Os reis e os filósofos defecam, e as damas também.” Montaigne

"Torna-te quem tu és." Nietzsche

"Torna-te quem tu és." Nietzsche
"Cheguei a firme convicção de que a vaidade é a base de tudo, e que aquilo a que chamamos consciência não é outra coisa senão vaidade interior." Gustave Flaubert

“O gênio, o crime e a loucura, provêm, por igual, de uma inadaptabilidade ao meio" Fernando Pessoa

“O gênio, o crime e a loucura, provêm, por igual, de  uma inadaptabilidade ao meio" Fernando Pessoa
Mantra ético-político ou afetivo-sexual, se preferir, para a humanidade: "Tudo que eu nao posso fazer, voce também não pode." Thiago Castilho

"A liberdade de expressão não justifica ir contra direitos fundamentais." Contardo Calligaris

"A liberdade de expressão não justifica ir contra direitos fundamentais." Contardo Calligaris
“A leitura é uma fonte inesgotável de prazer mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede." Drummond

"Idéia de totalidade: O todo está na parte assim como a parte está no todo." Edgar Morin

"Idéia de totalidade: O todo está na parte assim como a parte está no todo." Edgar Morin
"O tempo é a insônia da eternidade." Quintana

“Desossar horas entre dedos” Marcia Tiburi, Magnólia


“Depois eu matei a todos,/ Matei-os Com o formicida dos pensamentos/ É só lançar sobre os diabos/ Que eles pulam e soçobram/ Debaixo desses tapetes de histórias/ Esmago-os sem dó todos os dias/ Ouço os gritos dos debilitados se afogando.” Helena Schopenhauer/b>

"Que liberdade nos resta para a prática de vida?" Leandro Chevitarese

"Que liberdade nos resta para a prática de vida?" Leandro Chevitarese
"O fluxo sanguíneo é poesia, Impossível estancá-lo." Sylvia Plath

"O AMOR É A ÚNICA COISA QUE PODERÁ SALVAR O HOMEM" Jiddu Krishnamurti

"… Falamos da vida — e não de idéias, de teorias, de práticas ou de técnicas. Falamos para que olhe esta vida total, que é também a sua vida, para que lhe dê atenção. Isso significa que não pode desperdiçá-la. Tem pouquíssimo tempo para viver, talvez dez, talvez cinquenta anos. Não perca esse tempo. Olhe a sua vida, dê tudo para a compreender." Jiddu Krishnamurti

“A moderação em tudo é boa.” Eclesiastes

Veja o invisível. O tempo é tudo. Totalize o tempo. Crie.

“O ser se transforma em nada e o nada se transforma em ser. Tudo é devir.” Carlos Cirne Lima

“Gostaria que a humanidade tivesse uma só cabeça para cortá-la de uma vez.” Nero

Fecha os olhos, viaja até o fim e pergunte-se: “Que mais poderia ter sido minha vida?" ... !...?...

Fecha os olhos, viaja até o fim e pergunte-se: “Que mais poderia ter sido minha vida?" ... !...?...
¨A arte é o que resiste: ela resiste à morte, à servidão, à infâmia, à vergonha.¨ Gilles Deleuze

É preciso pensar por si só senão uma instituição pensará por você: a igreja,a publicidade,políticos

É preciso pensar por si só senão uma instituição pensará por você: a igreja,a publicidade,políticos
“A lógica de um pensamento é o conjunto das crises que ele atravessa, assemelha-se mais a uma cadeia vulcânica do que a um sistema tranquilo e próximo do equilíbrio.” Gilles Deleuzeuze

"Penso que estamos no beco dos ratos, onde os mortos seus ossos deixaram." T. S. Eliot

"Penso que estamos no beco dos ratos, onde os mortos seus ossos deixaram." T. S. Eliot
"Não se luta contra o destino; o melhor é deixar que nos pegue pelos cabelos e nos arraste até onde queira alçar-nos ou despenhar-nos." Machado de Assis

"Vá e vença!" Lema do BOPE. E lembre-se: ser é estar.

"Vá e vença!" Lema do BOPE. E lembre-se: ser é estar.
"Gostaria de viver para estudar e não de estudar para viver." Francis Bacon

“A arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte.” Gandhi

“A arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte.” Gandhi
“A arte é a vida no sentido de ser a força criadora de caminhos, de imagens, de verdades, de possibilidades. Somos todos artistas da vida que vivemos. Abdicar da arte é aceitar a derrota.” Marcia Tiburi

“Olhas para a guerra, o murro, a facada, Como uma simples quebra da monotonia universal.” Drummond

“Olhas para a guerra, o murro, a facada, Como uma simples quebra da monotonia universal.” Drummond
"Se tem uma coisa que a história nos ensina, é que se pode matar qualquer um." O poderoso chefão

"Quantas línguas um homem conhece, tantas vezes é homem" Schopenhauer, Sobre o Ofício do Escritor

"Quantas línguas um homem conhece, tantas vezes é homem" Schopenhauer, Sobre o Ofício do Escritor
"Todo leitor é leitor de si mesmo." Marcel Proust

"Há uma fina linha entre genialidade e loucura. Eu apaguei essa linha."- Oscar Levant

"Há uma fina linha entre genialidade e loucura. Eu apaguei essa linha."- Oscar Levant
"Todas as manhãs, quando acordo, experimento um prazer supremo: o de ser Salvador Dali" Salvador Dali

Todos os caminham levam à morte. Perca-se.Jorge Luis Borges / Eis tudo:

Todos os caminham levam à morte. Perca-se.Jorge Luis Borges / Eis tudo:
“Eu acredito que quando morrer, irei apodrecer e nada do meu ego sobreviverá. Mas me recuso a tremer de terror diante da minha aniquilação. A felicidade não é menos felicidade porque deve chegar a um fim, nem o pensamento e o amor perdem seu valor porque não são eternos.” Bertrand Russell

"Noventa por cento dos políticos dão aos dez por cento restantes uma péssima reputação." Henry Kiss

"Noventa por cento dos políticos dão aos dez por cento restantes uma péssima reputação." Henry Kiss
“A política e os destinos da humanidade são forjados por homens sem ideias nem grandeza. Aqueles que tem grandeza interior não se encaminham para a política” Camus

"A felicidade feminina consiste em um bom banho." Thiago Castilho

"A felicidade feminina consiste em um bom banho." Thiago Castilho
“A angústia é a sensação do infinito.” Viviane Mosé. E "A angústia é a única fonte da criação." Jacques Lacan

"Voce é livre no momento em que não busca fora de si mesmo alguém para resolver os seus problemas."

"Voce é livre no momento em que não busca fora de si mesmo alguém para resolver os seus problemas."
"Sejam as leis claras, uniformes e precisas, porque interpretá-las é o mesmo, quase sempre, que corrompê-las." Voltaire

"Eu sou um egomaníaco, mas quem não é?" John Lennon

"Eu sou um egomaníaco, mas quem não é?" John Lennon
Nunca pensei, ao escrever, em aproximar-me do povo. Bom, na realidade, não pensei em aproximar-me de ninguem - Jorge Luís Borges

1766, Cavendish isola o hidrogênio

1766, Cavendish isola o hidrogênio
"A singularidade parece sempre ter uma gota de arrogancia." Thomas Fuller

"As grandes nações sempre agiram como gangsteres, as pequenas, como prostitutas." Stanley Kubrick

"As grandes nações sempre agiram como gangsteres, as pequenas, como prostitutas." Stanley Kubrick
"Porque há o direito ao grito. Então, eu grito!" Clarice Lispector

Os primeiros jogos olímipicos foram realizados em Olímpia a partir do século 8o a.C. até 393 d.C.

Os primeiros jogos olímipicos foram realizados em Olímpia a partir do século 8o a.C. até 393 d.C.
"A simplicidade de caráter é o resultado natural da profundez de pensamento" William Hazlitt

"Não me peçam para dizer quem sou e não me peçam para não mudar." Michel Foucault

"Não me peçam para dizer quem sou e não me peçam para não mudar." Michel Foucault
"Os filósofos se limitaram a interpretar o mundo de diversas maneiras; o que importa é modificá-lo." Karl Marx

"Ao supormos não haver nada mais raro que o gênio, esquecemo-nos da perfeição. “George Bernard

"Ao supormos não haver nada mais raro que o gênio, esquecemo-nos da perfeição. “George Bernard
"Quem não sabe a arte não a estima." Camões

"O HOMEM É O LOBO DO HOMEM." THOMAS HOBBES

"Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo para vencer é tentar mais uma vez" Thomas Edison

Ele não encontrou o de que carecia, o de que carecemos, eu e meu elefante, em que amo disfarçar-me.

Ele não encontrou o de que carecia, o de que carecemos, eu e meu elefante, em que amo disfarçar-me.
"Serei eu, porque nada é impossível..." Fernando Pessoa

um mundo que se mostra por dentro e se esconde por fora

um mundo que se mostra por dentro e se esconde por fora
"Nada temos a esperar nem a temer." Epicuro, sobre a morte

“O ápice da experiência humana está em realizar a liberdade.” Franklin Leopoldo e Silva


“Eu quis o perigo e até sangrei sozinho/Entenda, Assim pude trazer você de volta pra mim/Quando descobri que é sempre só você/Que me entende do iní­cio ao fim./E é só você que tem a cura pro meu vício/De insistir nessa saudade que eu sinto/De tudo que eu ainda não vi.” Legião Urbana

“Milhões no pó se afundam.Vós vos precipitais, ó milhões? Pressentes o criador, ó mundo?” Nietzsche

forgifs.com
“É preciso questionar essa supremacia. A ciência é a porta-voz do progresso, quem disse que ela é a porta-voz da verdade?” Laymert Garcia dos Santos

"Este [o povo brasileiro] é o povo mais covarde, imbecil e subserviente do universo" O. de Carvalho

"Este [o povo brasileiro] é o povo mais covarde, imbecil e subserviente do universo" O. de Carvalho
"Somente a consciência individual do agente dá testemunho dos atos sem testemunha, e não há ato mais desprovido de testemunha externa do que o ato de conhecer." Olavo de Carvalho

"Os escritores de gênio constituem o melhor caminho em direção à sabedoria..." Harol Bloom

"Os escritores de gênio constituem o melhor caminho em direção à sabedoria..." Harol Bloom
“Será só imaginação? Será que nada vai acontecer? Será que é tudo isso em vão? Será que vamos conseguir vencer?” Legião Urbana

“A essência da existência é a dor.” Schopenhauer

“Eu estou indo embora, mas meu pensamento, minhas palavras e meu coração sempre estarão contigo.” Despedida mulçumana